{instagram} julho

Custa-me acreditar que o mês de Julho já lá vai. Junho e Julho são os meus meses preferidos, podiam ser dois irmãos gémeos. Aproveitamos bem este querido mês, entre praia, pinhal, passeios por sítios novos, passeios da nossa querida cidade do coração, um trabalho em progresso que está mesmo a terminar e que em breve mostro o resultado final, projectos novos para começar e os meus índios saudáveis e felizes que crescem  sem pedir licença.

{pessoal} quebramar beach club



O dia começou como outro dia qualquer. Fui levar os mais novos à escola, o mais velho ao campo de férias, fui às compras, vim para casa arrumar o que tinha para arrumar e adiantar o jantar de mais logo pois sabia que podia chegar tarde. 
Fui almoçar com uma amiga à Costa Nova, adoro a Costa. Faz me sentir em férias mesmo não estando. Depois de um belo almoço com a melhor das vistas para o bonita ria , fomos calmamente a pé até à praia. Já tinhamos decidido o destino que andavamos a namorar  desde que a Sofia o partilhou e hoje foi o dia. O nosso dia. Passamos uma tarde inteirinha na conversa, aquelas conversas boas entre amigas que falam de tudo e de nada. Um limonada, uma caipirinha ( a minha bebida preferida de verão), muito azul, muita areia nos pés, muita música agradável. Foi sem dúvida um dia só para mim. Por vezes faz bem desligar, e aproveitar as pequenas coisas da vida!

ps: fotos com o meu telefone.

{pessoal} dias fingidos de verão

Para começar um dia cinzento nada melhor do que uma bela taça recheada só de coisas boas.
Vou confessar aqui uma coisa, mas não me batam ok? Ou nem me importo muito com estas manhãs assim cinzentas meias molhadas num ou outro dia de férias. Eu disse num ou outro dia. Podemos ficar a dormir até mais tarde, ficar na preguiça sem que me sinta culpada de não estar a aproveitar bem o dia que está lá fora. Conseguem entender o que quero dizer? Fazer as coisas lentamente, tomar um bom pequeno almoço, ficar a ver desenhos animados com os miúdos , vê-los a brincar dentro ou fora de casa. 
Mas ainda não estou de férias, estou só para aqui a sonhar como seria o meu dia hoje se estivesse!

{pessoal} casa da aldeia e voltar a ser criança









Podia dizer-vos que fomos lá pelas crianças, mas não estava a ser completamente honesta. Há já algum tempo tínhamos esta visita programada mas só agora se proporcionou. E não podíamos ter escolhido dia mais bonito. Por alguns momentos voltamos a ser crianças, juntamente com as nossas crianças. 
É bonito de se ver a dedicação e paixão desta família pelos comboios.
Para quem está em Gaia e/ou arredores e quiser passar uma tarde no mínimo inesquecível como a nossa, poderá conhecer melhor este projecto aqui ou aqui. Casa da Aldeia em Valadares, Vila Nova de Gaia!

{pessoal} tempo de brincar





Ficar com três rapazes saudáveis e cheios de energia fechados em casa não é opção. O segredo é sair com eles, para locais onde possam gastar bem as suas energias e menos as nossas. Quando a nortada não nos deixa aproveitar a praia e o mar, temos um pinhal à nossa espera (só para nós). Levamos uns sacos vazios para os enchermos de pinhas e paus que mais tarde irão dar muito jeito ao pai para acender as suas fogueiras para os nossos grelhados de verão. 
Eles não precisam de muitos brinquedos para se entreterem. Deem-lhes uns paus e são uns índios felizes. O dificil é mesmo regressar a casa ( a pé) com os sacos cheios de pinhas... ufa!