{turismo} um segredo bem guardado na cidade do meu coração







Em principio os segredos não devem ser partilhados, ou quem guarda um segredo deve guarda-lo muito bem guardado. Neste caso eu decidi partilhar só com quem merece, ou seja, com todos aqueles que passam por aqui para me fazer uma visita.
Todas estas fotografias foram tiradas nas muralhas fernandinas, sim aquelas que são bem visíveis quando se atravessa a belíssima ponte D. Luis I.
O acesso às muralhas é feito pelo pátio interior que dá também acesso à Igreja de Santa Clara. Deve-se entrar numa porta ao lado esquerdo da igreja, que também é o acesso ao instituto Ricardo Jorge. Este acesso está aberto apenas aos dias da semana, das nove às cinco da tarde enquanto o segurança do instituto faz o seu turno. Depois disso, temos de ter atenção para não ficarmos lá fechados.
Não aconselho a visita às muralhas com crianças pequenas, uma vez que não há protecções de segurança.
A vista lá de cima é de cortar a respiração e para quem é ou está na cidade , é um miradouro tranquilo que respira história.

{pessoal} nós e a cidade




Tenho uma série de fotografias no instagram com a hashtag #cidadedomeucoraçao e que mostra os sítios lindos do Porto pelos quais vou passando, passeando e descobrindo. 
Um desses sítios é o Palácio de Cristal. Bem no centro da cidade, é o nosso sitio preferido para gastar as energias, saltar, pular, correr até mais não.
A cidade do meu coração, como eu lhe gosto de chamar, está mais bonita do que nunca. E fica ainda mais bonita com vida, com a vida que as pessoas lhe dão. Neste fim de semana estivemos uma vez mais na baixa, desta vez com amigos queridos vindos do sul, a passear e a descobrir novos lugares. 
A cidade mudou tanto, as pessoas mudaram e é bom sentir e viver a cidade agora com os meus rapazes. Ver crescer neles também o amor por esta cidade linda que só quem a ama nos consegue entender.

{receitas} queques de pêra e crumble de frutos secos

Esta receita foi inspirada no livro  "Comida Caseira" do Gordon Ramsay. Tenho o livro há já algum tempo. Decidi comprá-lo depois de ver alguns episódios do programa de televisão com o mesmo nome, e apesar de não gostar muito do feitio bruto do senhor o certo é que neste programa o registo é completamente diferente e as receitas são muito fáceis e caseiras. Na semana passada, também nas compras dei por mim na parte da livraria a namorar o novo livro da Mafalda Pinto Leite com as belissimas ilustrações da Rita do CatitaIlustrations. O meu impulso foi trazer o livro comigo. Mas depois, aquela vozinha dentro de mim perguntou-me: quantas receitas já fizeste do último livro que compraste aqui mesmo? E a muito custo pousei o livro e dei meia volta. 
A questão é esta, gastar dinheiro numa altura em que não devo gastar sem tirar o máximo proveito dos livros.
Assim aparece esta receita. É a primeira receita do meu último livro e é deliciosa para estes dias cinzentos de outono. 
O livro da Mafalda passa para a minha lista de desejos e quem sabe se alguém se lembra disto quando for altura de comprar as prendas de Natal? 


Queques de pêra com crumble de frutos secos ( na receita original muesli crocante)

300gr de farinha com fermento
1c de chá de fermento
1c de chá de canela em pó
1 pitada de sal marinho
125gr de açucar mascavado (usei açucar amarelo)
250 ml de leite gordo ( usei leite meio gordo)
2 ovos batidos
100 gr de manteiga derretida
2 pêras maduras pequenas ( usei pêra rocha) descascada e partidas aos cubos
100 gr de muesli ou granola ( usei frutos secos partidos)

A receita é muito simples. Basicamente temos de misturar os líquidos primeiro muito bem. Peneirar a farinha, o fermento, o sal , a canela e o açúcar e depois juntar aos líquidos mexendo pouco. Apenas o suficiente para misturar bem. E aqui é que está o segredo de uns queques fofos.
Bom proveito!

{instagram} setembro

Não sei bem como foi acontecer mas tinha-me esquecido de colocar aqui o meu resumo do mês de setembro lá pelo instagram!
Quando assim for vocês avisem-me. É que eu não sei se vocês sabem mas sou muito (super) cabeça no ar.
O mês de setembro foi muito bom e terminou da melhor maneira com a minha mini fugida a Lisboa. 
Até já!

{fotografia} guardar o que é bom de guardar





A fotografia para mim é muito mais do que a simples técnica de criação de imagens  por meio de exposição luminosa. Para mim fotografia é guardar memórias, guardar momentos únicos, guardar as diferentes fases de crescimentos dos meus filhos, guardar aquilo que é bom de guardar. 
É tão bom sentar e olhar os álbuns antigos de fotografias, quer seja de viagens, dos meus índios, é sentar e reviver todos aqueles momentos únicos!
Ainda não exclui a hipótese de fazer um curso de fotografia a serio, aprofundar conhecimentos e técnicas. 
Mas enquanto não posso, vou praticando muito e fazendo as pazes com a minha máquina e esta nova lente muito sensível e temperamental :)