{receitas} queques de pêra e crumble de frutos secos

Esta receita foi inspirada no livro  "Comida Caseira" do Gordon Ramsay. Tenho o livro há já algum tempo. Decidi comprá-lo depois de ver alguns episódios do programa de televisão com o mesmo nome, e apesar de não gostar muito do feitio bruto do senhor o certo é que neste programa o registo é completamente diferente e as receitas são muito fáceis e caseiras. Na semana passada, também nas compras dei por mim na parte da livraria a namorar o novo livro da Mafalda Pinto Leite com as belissimas ilustrações da Rita do CatitaIlustrations. O meu impulso foi trazer o livro comigo. Mas depois, aquela vozinha dentro de mim perguntou-me: quantas receitas já fizeste do último livro que compraste aqui mesmo? E a muito custo pousei o livro e dei meia volta. 
A questão é esta, gastar dinheiro numa altura em que não devo gastar sem tirar o máximo proveito dos livros.
Assim aparece esta receita. É a primeira receita do meu último livro e é deliciosa para estes dias cinzentos de outono. 
O livro da Mafalda passa para a minha lista de desejos e quem sabe se alguém se lembra disto quando for altura de comprar as prendas de Natal? 


Queques de pêra com crumble de frutos secos ( na receita original muesli crocante)

300gr de farinha com fermento
1c de chá de fermento
1c de chá de canela em pó
1 pitada de sal marinho
125gr de açucar mascavado (usei açucar amarelo)
250 ml de leite gordo ( usei leite meio gordo)
2 ovos batidos
100 gr de manteiga derretida
2 pêras maduras pequenas ( usei pêra rocha) descascada e partidas aos cubos
100 gr de muesli ou granola ( usei frutos secos partidos)

A receita é muito simples. Basicamente temos de misturar os líquidos primeiro muito bem. Peneirar a farinha, o fermento, o sal , a canela e o açúcar e depois juntar aos líquidos mexendo pouco. Apenas o suficiente para misturar bem. E aqui é que está o segredo de uns queques fofos.
Bom proveito!

{instagram} setembro

Não sei bem como foi acontecer mas tinha-me esquecido de colocar aqui o meu resumo do mês de setembro lá pelo instagram!
Quando assim for vocês avisem-me. É que eu não sei se vocês sabem mas sou muito (super) cabeça no ar.
O mês de setembro foi muito bom e terminou da melhor maneira com a minha mini fugida a Lisboa. 
Até já!

{fotografia} guardar o que é bom de guardar





A fotografia para mim é muito mais do que a simples técnica de criação de imagens  por meio de exposição luminosa. Para mim fotografia é guardar memórias, guardar momentos únicos, guardar as diferentes fases de crescimentos dos meus filhos, guardar aquilo que é bom de guardar. 
É tão bom sentar e olhar os álbuns antigos de fotografias, quer seja de viagens, dos meus índios, é sentar e reviver todos aqueles momentos únicos!
Ainda não exclui a hipótese de fazer um curso de fotografia a serio, aprofundar conhecimentos e técnicas. 
Mas enquanto não posso, vou praticando muito e fazendo as pazes com a minha máquina e esta nova lente muito sensível e temperamental :)

{pessoal} três anos e qualquer coisa depois


Três anos e qualquer coisa, separam uma fotografia da outra. Ontem quando os estava a fotografar na praia lembrei-me do momento em que com a Rita fizemos a sessão da minha terceira gravidez. No lugar dos carapins tenho agora uns pezinhos bem gordinhos do meu bebé que de bebé começa a ter muito pouco. Eles mudam, os pés crescem e como crescem...se vos disser que o indio mais velho que conta agora com oito anos e meio já calça o 37 custa-vos a acreditar, não? Pois a mim também mas é o número dele em sapatilhas. 
Mas há coisas que não mudam e uma delas é o nosso prazer e adoração pela praia e pelo mar . 

nota: os créditos da primeira fotografia vão para a minha querida amiga Rita do CV LOVE

{pinterest} #16

A primeira e a terceira fotografia estão um pouco interligadas. Comecei a seguir esta serie depois das ferias de verão e estou viciada. O que mais me inspira é o cenário e o guarda roupa das personagens principais, quer seja da mulher dou os homens e os seus quilts. Acho que este inverno vou aderir ao xadrez!
O novo projecto da Ana Morais, mais conhecida pelo seu blog guloso e inspirador, é lindo de morrer. Vale a pena passar pela loja recém inaugurada para ficar a conhecer o seu trabalho.
Adorei este tapete e adorei a ideia de o colocar na parede!