{inspiração} #4

Porque nunca me esqueço de quem me dá os melhores sorrisos, beijos e abraços!
Eles são o meu porto seguro. A minha vida e a minha alegria.
Por eles tento ser melhor. Por eles quero ser muito melhor.
No final, tudo se resume a isto: a minha querida familia!

{receitas} bolo de alfarroba ou bolo de chocolate para os miúdos

Para enganar os meus filhos chamei-lhe bolo de chocolate. Não foi muito dificil enganá-los pois o bolo fica com um aspecto delicioso e para além disso é delicioso. Não é um bolo de sobremesa, pois fica um pouco massudo. Mas é um excelente bolo de pequeno almoço ou para o lanche. Na receita original, que mais uma vez retirei do novo livro da Mafalda Pinto Leite, o nome desta receita é pão de alfarroba e especiarias. Mas não sou capaz de lhe chamar pão...pão para mim é pão.
Este bolo é perfeito para dar uma facadinha na dieta. Não leva açucar, as farinhas não têm de ser de trigo, não leva manteiga e se não fosse o ovo que leva era uma bela receita vegan.
Deixo a receita, com as alterações que fiz. Já sabem a receita podem encontrá-la na pagina 48 do novo livro da Mafalda.

Bolo de Alfarroba

1 pedaço de gengibre
1/2 chávena de tâmaras
1 1/2 farinha (usei uma de trigo e meia de amendoa)
1/2 chávena de aveia ( usei os flocos de aveia que uso para as papas)
1 colher de chá de canela
1/2 colher de chá de cardamomo em pó
1/2 colher de chá de bicarnonato de soda
3 colheres de sopa de farinha de alfarroba
1 ovo, ligeiramente batido
1 chávena de leite ( usei leite de amêndoa)
1/2 colher de chá de vinagre de sidra
1/4 chávena de óleo de coco
1/2 chavena de mel ( usei 2 colheres de sopa)
1 colher de chá de baunilha ( usei essencia de baunilha)

Forrar uma forma e ligar o forno.
Colocar o gengibre e as tâmaras mun robot de cozinha e picar até obter uma pasta.
Numa taça misturar a farinha, a aveia, as especiarias, a soda e a alfarroba.
Numa tigela misturar bem o ovo com o leite, o vinagre, o oleo, o mel e a baunilha.
Juntar a mistura liquida à seca e adicionar a pasta de tamaras. Incorporar bem sem mexer demasiado.
Levar ao formo por 30 a 40 minutos ou até estar cozido ( este do palito).

{pessoal} para mais tarde recordar




Custa acreditar que este pequenino fez há pouco tempo três anos. 
É o meu indiozonho, o último de três. Esta é uma fase muito gira, a dos três anos.
Fala pelos cotovelos e atrapalha-se nas palavras. Muitas vezes não percebo logo o que quer dizer e ele fica danado por isso. Adora o Mickey Mouse. Muito brincalhão com os irmãos. Gosta de pregar partidas,no outro dia tive de tomar banho às escuras pois este pequenito lembrou-se de apagar as luzes quando estava já com o champô no cabelo e nenhum dos irmãos me ouviu a chamar por eles. Ele quando me ouviu a sair do banho escondeu-se pois sabia da asneira que tinha feito. 
Gosta de andar debicicleta e qualquer dia o pai tira-lhe as rodinhas. Apesar de eu ser contra essa ideia :))
Tem o cabelo mais loirinho dos três e tenho adiado o dia de cortar estes lindos caracois. Por isso estas fotos desde indio loirinho, para um dia mais tarde recordar com muitas saudades.

{instagram} fevereiro

Fevereiro é o mês do meu pequenino que este ano completou três anos. Três anos de muito amor. Três anos de mãe de três. 
Fevereiro é o mês também das minhas sobrinhas. Este Fevereiro presenteou-me com mais uma linda menina.
Fevereiro foi o mês da minha procura e degustação de receitas mais saudáveis com alguns super alimentos e com outros numa versão mais natural. As bolinhas de cacau cru são já as preferidas dos meus filhos e não só :)
Fevereiro foi o mês de passearmos muito da cidade do Porto. Dar a conhecer esta cidade aos meus filhos para que também para eles seja a cidade do coração.
Fevereiro foi ainda o mês em que passei um dia inteirinho com a querida Rita a conhecer os sítios mais bonitos na minha cidade. Foi um dia de muita caminhada, muitos espaços simpáticos e gente simpática, muita conversa.
Venham mais meses assim!

{pessoal} cidade do nosso coração





Aproveitamos a pausa do Carnaval e uma pequena avaria do carro para irmos só nós os dois passear na cidade mais bonita no mundo. Eu e o meu filho mais velho. Estava há muito prometido uma subida à Torre dos Clérigos. Descemos  na estação da trindade e lá fomos a pé pelas ruas pequeninas e bem estreitas que tão bem caracterizam esta cidade. Namoramos todas as montras bonitas. Fui-lhe dizendo o nome das ruas e dos edifícios mais importantes. 
Tentamos  entrar na Livraria Lello, mas estava difícil de ver qualquer coisa com tanta gente de estava lá dentro. Expliquei-lhe que esta livraria inspirou a escritora dos livros do Harry Potter mas ele não se mostrou muito curioso acerca do assunto. O que ele queria mesmo era atravessar a rua e dar inicio à nossa "escalada".
Para mim não foi novidade. Para ele foi a primeira vez. E ficou deslumbrado com tudo o que se consegue ver lá de cima. A cidade é ainda mais bonita vista da Torre dos Clérigos.
O irmão do meio ficou todo aborrecido por termos ido sem ele. 
Mas não há problema nenhum, subiremos outra e outra vez lá acima.
E todos os dias é uma cidade diferente e sempre bonita.